"Sua Casa Fora de Casa"
Fonte: http://www.sedtur.mt.gov.br/noticias/parques-nacionais-receberao-kit-de-infraestrutura/1833
Autor: ASSESSORIA Sedtur/MT

O Parque Nacional da Chapada dos Guimarães é um dos parques escolhidos pelo Ministério do Turismo para receber investimentos no próximo ano. O minstério vai financiar com R$ 10,4 milhões obras de acesso e sinalização em 11 parques nacionais. Outros cinco entrarão na lista para também receber recursos de divulgação e promoção no próximo ano. O objetivo é prepará-los para o aumento do número de visitantes durante a Copa do Mundo. O Brasil tem nas áreas protegidas seu principal ativo turístico: o país é considerado o número 1 em atrativos naturais num ranking de competitividade em turismo do Fórum Econômico Mundial, que avalia 140 nações.



Para 2016, a ideia é ter cadeias produtivas de turismo e concessões de serviços turísticos funcionando nos parques do Estado do Rio de Janeiro, sede da Olimpíada. Em 2020, serão 69 parques nacionais brasileiros abertos à visitação. 


Os parques nacionais poderiam gerar, só com visitação, pelo menos R$ 1,6 bilhão por ano, segundo estudo do Pnuma (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente). Isso sem contar as cadeias produtivas dentro e em volta desses parques, cujo potencial de negócios não foi nem sequer estimado. O ecoturismo é o segmento turístico que mais cresce no mundo (entre 15% e 25% ao ano), de acordo com a Organização Mundial do Turismo (OMT). 


Os ministros Gastão Vieira (Turismo) e Izabella Teixeira (Meio Ambiente) iniciaram nesta quinta-feira pelo Parque Nacional de Brasília um giro por unidades de conservação que receberão os recursos emergenciais na primeira fase da parceria entre as duas pastas. 


“Abrimos uma série de conversas com empresários, ambientalistas e governos locais para definir o plano de ação no médio prazo. Queremos ver os parques como um motivo pelos quais brasileiros e estrangeiros viajarão para as sedes do mundial”, afirmou Gastão Vieira. 

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, reforçou a importância desse turismo para a preservação. “Estamos identificando parques com potencial turístico, falando de turismo em grande escala, dentro de uma lógica de preservação. Porque só é possível proteger o que se conhece”. 

O número de visitantes nos parques nacionais triplicou de 2006 para 2013: de 1,9 milhão para 6 milhões. “Ainda é menos do que recebe por ano o parque campeão de visitas dos EUA, o Great Smoky Mountains, entre a Carolina do Norte e o Tenessee, com 9 milhões de usuários. Mas tamanho salto num período tão curto indica o potencial brasileiro”, explicou o secretário de Políticas de Turismo do MTur, Vinícius Lummertz. 

O secretário de Estado de Desenvolvimento do Turismo, Jairo Pradela, lembra que o governo do Estado também vai investir recursos para melhorar a infraestrutura do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, como também da Salgadeira, que apesar de pertencer ao município de Cuiabá, está praticamente dentro da reserva ambiental.

SIGA-NOS: